Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Bob Dylan: segredos revelados

Compartilhe:
bob-dylan-012

No ano passado, sobrou curiosidade para saber o que o Helmerich Center for American Research em Tulsa, Oklahoma, havia adquirido com o intuito de montar um centro de arquivos de Bob Dylan.

Em março, a fundação americana finalmente anunciou a abertura das pesquisas no local. Melhor: divulgou uma lista com uma série de letras, fitas e caixas, até então, distante do olho dos fãs.

Entre todos os anos da carreira da Bob Dylan, 1967 é um dos mais atraentes. Simplesmente, porque traz o material produzido após seu acidente de moto, em 1966, em Woodstock.

Confira alguns dos itens que poderão ser explorados no Helmerich Center.

Letras inéditas

No box marcado como número 05, estão letras de 1967 jamais gravadas por Dylan, como “The Return of the Wicked Messenger”,  “All Secrets Are Safe With Me”, “I’m Sorry Too” e “Maybe Darling”. Outras, como “Diamond Ring” e “Cardshark”, já foram lançadas em The New Basement Tapes, nas vozes de outros artistas.

John Wesley Harding

O primeiro disco gravado pós-acidente (sem contar The Basement Tapes) foi um trabalho enxuto que apareceu no fim de 67, sem sobras de estúdio. Mas os arquivos revelam algumas letras de músicas não gravadas em Nashville, como “The Red Door” e “Letter in the Mail”. “Tallahassee Tramp” é outra letra descoberta desse período.

Deixe seu comentário:

Nossas Redes Sociais

Votação

Qual o número de vereadores você deseja para Itajubá?